OS MÓRMONS = COMO SURGIRAM.
OS MÓRMONS = COMO SURGIRAM.

 

<img src=

http://www.youtube.com/watch?v=9Fg-XVWRT0o&feature=related  {Assistam este vídeo}

Joseph Smith Jr. (Sharon23 de Dezembro de 1805 — Carthage27 de junho de 1844)[1] foi um religiosoempreendedor e políticonorte-americano, fundador do Movimento dos Santos dos Últimos Dias - conhecido como Mormonismo - e uma importante figurapública do leste do país. Era conhecido por seus seguidores como profetavidente e revelador da parte de Deus.[1]

Durante a maior parte da década de 1830, Joseph Smith Jr. viveu em KirtlandOhio, com grande parte de seus seguidores. Ele também enviou missionários mórmons para o Missouri, na tentativa de estabelecer uma "cidade de Sião", uma Nova Jerusalémbíblica. No entanto, os planos de Smith para criar a Cidade de Sião foram repetidamente frustrados. Em 1833 os Santos dos Últimos Dias foram expulsos do Condado de Jackson, no Missouri, em uma campanha de paramilitares para resgatar a área geográfica pertencente aos Santos dos Últimos Dias, que incluía um terreno para a construção de um futuro templo. Ainda emOhio, Smith iniciou a construção do Templo de Kirtland, que se tornaria o primeiro templo mórmon. No início de 1838, depois de um enfrentar problemas financeiros decorrentes de um colapso fiscal em Ohio, Smith recebeu um mandado de prisão. Em pouco tempo, foi para o Missouri juntando-se aos seus seguidores. Quando muitos dos Santos dos Últimos Dias que viviam em Kirtlandseguiram seus líderes para o Missouri, as tensões se intensificaram com os cidadãos que viviam no local. Assim, ocorreu aquilo que convencionou-se chamar de Guerra Mórmon, no mesmo ano, com a expulsão da comunidade mórmon no Missouri.

Em 1839, Joseph Smith Jr. e seus seguidores se estabeleceram em Illinois, onde fundaram a cidade de Nauvoo, na parte oeste doestado.[1] Smith tornou-se o segundo prefeito de Nauvoo e, consequentemente, comandante da Legião de Nauvoo, uma milícia paramilitar da reserva do exército com papéis mistos de polícia e força armada, formada praticamente por membros do Movimento dos Santos dos Últimos Dias. Na cidade, Smith inicou a construção de um segundo templo, o Templo de Nauvoo. Foi na região que se introduziu a prática da poligamia (mais tarde abolida pela Igreja), em que, segundo uma revelação, os homens estariam habilitados a casar-se com mais de uma mulher, mediante sua crença e obediência às leis e ritos da Igreja. A perseguição ao líder mórmon e aos membros da Igreja intensificou-se muito após a instauração da poligamia. Considerando os encargos inflamatórios, Smith e o conselho municipal de Nauvoo reagiram às críticas impondo a suspensão do jornal anti-mórmon local e, em seguida, tentando minimizar a indignação que se seguiu ao declarar lei marcial em Nauvoo. Acusado de traição e insubordinação às leis estaduais, Smith foi preso por autoridades do estado do Illinois. Em 1844, Smith foi candidato a Presidente dos Estados Unidos, tentando, com isso, minimizar a perseguição aos membros de sua igreja, mas foi morto, juntamente com seu irmão, Hyrum, dias antes das eleições, quando uma multidão anti-mórmon invadiu a Cadeia de Carthage, onde ele se encontrava encarcerado.[1]

Os seguidores de Smith consideram-no um profeta. Título semelhante é carregado por todos aqueles que o sucederam na presidência de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Os membros da Igreja também consideram como textos sagrados a maioria de suas revelações, publicadas em livro denominado Doutrina e Convênios. Essas revelações tem a mesma autoridade e importância às contidas na Bíblia e no Livro de Mórmon. Seu legado inclui várias denominações religiosas que foram se separando do tronco original da Igreja, incluindo A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e aComunidade de Cristo, antiga Igreja Reorganizada de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.


<img src=

Joseph Smith Jr. nasceu em 23 de dezembro de 1805, em SharonVermont. Seus pais eram Joseph Smith Sr. e Lucy Mack Smith, um casal de fazendeiros migrantes. De família numerosa, tinha dez irmãos e irmãs. Viveu sua infância em fazendas nos estados de Nova Iorque,Vermont e New Hampshire.[2] De origem pobre, a família Smith era religiosa e quase todos os seus membros eram alfabetizados.[3] Entre1816 e 1817, a família Smith mudou-se para oeste de Nova Iorque, até à vila de Palmyra.[3] A área em que moravam possuía repetidos renascimentos religiosos durante este período. Apesar de nunca ter se tornado adepto a uma das igrejas existentes em sua adolescência, Smith participou de reuniões de algumas igrejas com sua família, como a Presbiteriana, onde estudavam a Bíblia.[4]

Convivia com sua família na zona rural de Palmyra, quando supostos movimentos evangélicos levaram a um despertar religioso na região, o que o levou a sérias reflexões pessoais. Apesar de estar historicamente comprovado que semelhante movimento revivalista não aconteceu na zona referida durante este período, esta continua a ser a versão oficialmente transmitida. Ele desejava saber qual daquelas igrejas era correta. Um dia, leu uma passagem na Bíblia que dizia: “ Se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada.” (Tiago 1:5). Joseph decidiu aceitar o convite e perguntar a Deus.

Na primavera de 1820, Joseph foi a um bosque próximo a sua casa e orou para saber a qual igreja deveria unir-se. Em resposta à sua oração, o Pai Celestial e Seu Filho, Jesus Cristo, lhe apareceram. Joseph escreveu: “Quando a luz pousou sobre mim, vi dois Personagens cujo esplendor e glória desafiam qualquer descrição, pairando no ar, acima de mim. Um deles falou-me, chamando-me pelo nome, e disse, apontando para o outro: — Este é Meu Filho Amado. Ouve-O!” Foi respondido a Joseph que não deveria unir-se a nenhuma das igrejas existentes naquele tempo pois estas estavam cheias de ódio e preconceitos que eram abolidas por Joseph Smith. Esta versão da primeira visão de Smith foi publicada pela primeira vez por Orson Pratt em 1840, cerca de vinte anos após a mesma ter supostamente acontecido. No período compreendido entre 1820 e 1840 foram publicados vários textos sobre a vida de Joseph,, uns em tom panegírico e outros a apontarem o dedo ao passado nada claro de Smith. O próprio Joseph ditou vários volumes de prosa em tom bíblico, normalmente em tom altamente elogioso da sua missão de profeta. Todavia a epifania do jovem Joseph não é referida por nenhuma fonte anterior a 1840. A primeira obra histórica sobre o movimento mórmon, publicada por Joseph Smith e Oliver Cowdery em 1834 ignora por completo o suposto facto. A primeira versão de Smith sobre a sua primeira visão data de 1842, vinte e dois anos passados desde o memorável evento... Fawn Brodie refere que a causa provável para a criação do mito da primeira visão foi a necessidade de criar uma raiz mitológica para o nascimento do movimento liderado por Smith, cujo passado enquanto adivinho e saqueador de tesouros veio a lume no final da década de 1830 (No Man Knows My History, Fawn Brodie, New York, 1957, pp. 24–25). O Livro dos Mandamentos, actualmente conhecido por Doutrina e Convénios enfatiza que foi o Livro de Mórmon o chamamento de Joseph para o seu santo trabalho e não a primeira visão, conforme a doutrina mórmon actual defende (D&C 20:6-11). A confirmar este facto histórico estão os relatos do próprio Joseph (1832) e de Oliver Cowdery (1835) que citam um anjo, posteriormente identificado como Moroni, como tendo chamado Joseph e não Jesus Cristo, conforme é defendido no relato da primeira visão.

Em 1823, Joseph foi visitado por um mensageiro celestial chamado Morôni, que o guiou a um monte, onde mostrou a Joseph, placas de ouro, que continham a história de uma antiga civilização vinda de Jerusalém, que estabeleceu-se nas Américas por indicação divina. Em 1827, Joseph teve autorização do mensageiro para retirar as placas, e traduziu-as para o inglês com o auxílio do Urim e Tumim. A obra traduzida recebeu o nome de Livro de Mórmon, devido ao nome de um dos profetas do livro.

Restauração da religião (1827 - 1830)

Em outubro de 1827, Smith e Emma Smith, sua esposa, mudaram-se de Palmyra a Harmony (agora Oakland), Pensilvânia, com a ajuda de Martin Harris.Emma estava grávida.

Em 6 de Abril de 1830, Joseph e alguns convertidos restauraram a Igreja de Cristo, que em 1838 mudou seu nome para A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em Fayette. As denominações evangélicas passam a perseguir Joseph e a igreja. Assim, todos os membros da igreja, liderados por Joseph e outros líderes, mudaram-se para Nova Iorque. O primeiro templo é estabelecido em KirtlandOhio, em 1836. Apesar da saída dossantos dos últimos dias de Fayette, a perseguição aos religiosos continuou. Sendo assim, novamente os santos dos últimos dias saíram de Ohio e mudaram-se para o Missouri, e depois para Illinois, onde em 1839 surge a comunidade de Nauvoo.

Vida em Ohio

Quando Smith se mudou para KirtlandOhio, em janeiro de 1831, sua primeira tarefa era trazer a congregação de Ohio para dentro de sua própria autoridade religiosa por anulação de exposição aos novos convertidos, com "exuberantes dons espirituais". A congregação, liderada por Sidney Rigdon, incluía uma profetisa que Smith declarou ser indigna. Antes da conversão, a congregação também tinha praticado uma forma de comunismo cristão, e Smith adotou um sistema comunal dentro de sua própria igreja, chamando-a de Ordem Unida de Enoch. Por sugestão Rigdon, Smith começou uma revisão da Bíblia em abril de 1831, no qual ele trabalhava esporadicamente até a sua conclusão em 1833. Assim, na Conferência Geral da Igreja em junho de 1831, ele apresentou a maior autoridade de hierarquia da igreja, o Sacerdócio de Melquisedeque, ou Sacerdócio Maior.

A igreja crescia à medida que novos convertidos chegavam em Kirtland. No verão de 1835 havia quinze congregações para dois mil mórmones que viviam nos arredores de Kirtland. Joseph Smith levou a Oliver Cowdery a responsabilidade pregar o evangelho aos indígenas que viviam na região. Embora a missão de converter os índios tenha sido um fracasso, Oliver Cowdery mandou dizer que havia encontrado o local para a Nova Jerusalém no Condado de JacksonMissouri. Depois de ter visitado o local, em julho de 1831, Smith concordou e pronunciou ao concelho que aquele deveria ser o lugar central de "Sião". Sidney Rigdon, porém, desaprovou a localização, e para a maioria da década de 1830, a igreja foi dividida entreOhio e Missouri. Smith continuou a viver em Ohio, mas visitou o Missouri novamente no início de 1832, a fim de evitar uma rebelião dos Santos proeminentes, incluindo Cowdery, que acreditava que Sião estava sendo negligenciada. A viagem de Smith foi acelerada por um grupo de moradores liderados por ex-Santos, que indignaram-se com a Ordem Unida e o poder político de Smith. A multidão agrediu ferozmente Joseph Smith e Rigdon, que foram cobertos de piche e penas de aves.[5]

Joseph Smith fundou a cidade de Nauvoo e implementou por revelação moderna, várias leis, como por exemplo, a lei da consagração, onde os membros da recém-restaurada igreja deveriam dispor seus bens ao bispo da Igreja e esses bens eram divididos entre os membros de forma igualitária.

Muitos dos não-mórmones que viviam na região do condado de Jackson ressentiam os recém-chegados mórmonse por várias razões políticas e religiosas. Muitos ataques contra mórmones começaram em julho de 1833. Smith aconselhou os mórmones a agirem pacientemente e suportar as opiniões contrárias. No entanto, uma vez que os ataques começaram a se agravar, muitos mórmones começaram a se defender, muitas vezes reagindo aos ataques. Porém, muitos deles foram brutalmente expulsos do condado. Smith reuniu todos os santos expulsos do condado e voltaram para o Missouri, em uma expedição paramilitar, mais tarde chamado de Acampamento de Sião. Quando o campo se encontrava em desvantagem numérica, Smith retirou-se e produziu uma revelação, explicando que a igreja era indigna para redimir Sião, em parte, por causa do fracasso da recém-licenciada ordem unida. O resgate de Sião teria que esperar até depois que os anciãos da igreja poderiam receber outra investidura do poder divino, desta vez no Templo de Kirtland, então em construção.

O Acampamento de Sião foi um grande fracasso. O acampamento resultou em uma crise em Kirtland, além de de levar a uma transformação na liderança mórmon e cultura. Pouco antes do Acampamento de Sião, Smith pôs fim à Ordem Unida e mudou o nome da igreja para "Igreja dos Santos dos Últimos Dias". Depois, Smith inspirou-se em seus participantes a estabeleceu cinco órgãos na igreja, todos os de igual autoridade para buscar um ao outro. Ele também produziu menos revelações, confiando mais pesadamente sobre a autoridade do seu próprio ensino, expandido muitas das revelações anteriores para refletir as mudanças recentes na teologia e na prática, publicando-os como aDoutrina e Convênios. Smith também traduziu um papiro encontrado, mais tarde publicado como o Livro de Abraão. O Santos construíram oTemplo de Kirtland a grande custo, e na dedicação do templo, em março de 1836, eles participaram da doação profetizada, uma cena de visões, visitas de anjos e outras experiências espirituais. Durante o período 1834-1837, os mórmones viveram em relativa paz nos Estados Unidos.

No entanto, após a dedicação do templo de Kirtland, a vida de Smith recebeu imensas intrigas e conflitos, quando, no final de 1837, uma série de disputas internas levaram ao colapso da comunidade mórmon em Kirtland. Desde 1835, a igreja negou publicamente as acusações de que membros praticavam a poligamia, mas nos bastidores, uma briga entre Smith e Oliver Cowdery sobre a questão, acabou por dividir a opinião de muitos não-mórmones que conviviam em harmonia com os membros da igreja. Smith era acusado de enviar homens para ensinar uma doutrina de poligamia, em 1831. Algum tempo depois de 1830, quando a adolescente Fanny Alger começou a trabalhar como empregada na casa de Smith, ele pode ter tido um relacionamento com ela, e em 1833 ele pode ter se casado com ela. Cowdery, um dos poucos que sabia sobre essa relação, chamou-o de "caso sujo, sórdido, imundo,".

Ainda mais preocupante era a situação financeira de Kirtland. A construção do templo da igreja deixou profundamente os habitantes em dívida, e Smith foi perseguido pelos credores. Quando Smith ouviu falar sobre o tesouro escondido em SalemMassachusetts, ele viajou para lá para procurá-lo depois de receber uma revelação que Deus tinha "muito tesouro nesta cidade" e que deveria ser usado para pagar a construção do templo. Após um mês, ele voltou sem o tesouro. Smith foi responsabilizado pelo fracasso, até mesmo por muitos dos conselheiros mais próximos de Smith. Depois de um mandado de prisão emitido para Smith, sob a acusação de fraude bancária, Smith e Rigdon foram para o Missouri, na noite de 12 de janeiro de 1838

Na primavera de 1844 uma fissura se desenvolveu entre Smith e alguns de seus colaboradores mais próximos, mais notavelmente em William Law e Robert Foster, um general da Legião Nauvoo. William Law e Robert Foster discordaram de Smith sobre como gerenciar a economia teocrática de Nauvoo. Após a organização dos dissidentes, Smith excomungou-os em 18 de abril de 1844. Os dissidentes formaram uma igreja concorrente e, no mês seguinte, Smith enfrentou a justiça do Illinois sendo acusado de fraude bancária. Em resposta à igreja criada pelos dissidentes, Smith e seus seguidores defenderam-se dos argumentos apresentados por grande parte dos líderes dos dissidentes, e, em um discurso, Smith negou veementemente que praticava a poligamia. Após os dissidentes publicarem um novo jornal que tinha como título "auto-composição monarca", o Conselho dos Cinqüenta decidiu não processar os dissidentes e manter a situação da forma como estava.

Assim, em 7 de junho de 1844, os dissidentes propuseram uma reforma dentro da igreja. O jornal criado pelos dissidentes denunciou a poligamia e argumentou apresentar a realidade de Smith, prometendo mostrar provas de suas alegações em sucessivas edições. Em uma reunião do conselho da cidade de Nauvoo, Smith voltou a negar que a igreja estava praticando a poligamia. Sobre a teoria de que o jornal não possuía provas contra os mórmons, o Conselho ordenou à Legião Nauvoo denunciar o jornal como uma perturbação da ordem pública.

Smith aceitou a decisão do Conselho dos Cinquenta. O jornal encerrou suas atividades, e isso gerou tumultos em toda a cidade. Mesmo com a ordem de encerrar as atividades, várias publicações ainda foram feitas pelo jornal contra os Santos dos Últimos Dias, principalmente contra Smith. O movimento dissidente era liderado por Thomas C. Sharp, editor do Warsaw Signal. Temendo uma revolta , Smith mobilizou a Legião Nauvoo, em 18 de junho e declarou a lei marcial. Porém, Thomas Ford reapareceu e ameaçou formar um movimento ainda maior contra Smith, o Conselho dos Cinquenta e seus seguidores. Smith fugiu através do rio Mississippi. No entanto, sob pressão de Emma Hale Smith, sua esposa, e de outros santos, ele retornou à Nauvoo e se rendeu a Thomas Ford. Em 23 de junho, Smith e seu irmão, Hyrum, foram levados para a Cadeia de Carthage para serem julgados. A Família Smith permaneceu sob custódia, após a prisão de Joseph Smith Jr.

Smith e Hyrum permaneceram na cadeia de Carthage, juntamente com outros mórmons que também haviam sido presos. Na manhã do dia 27 de junho de 1844 Smith enviou uma carta ordenando à Legião Nauvoo que o libertasse da cadeia, mas o comandante em exercício calmamente desobedeceu essa ordem. No mesmo dia um grupo armado com os rostos pintados de preto invadiu a cadeia de Cartaghe e assassinaram Hyrum Smith instantaneamente com um tiro na face. Joseph Smith reagiu e disparou sobre elementos do grupo ferindo pelo menos cinco deles, mas foi baleado enquanto saltava de uma janela, e em seguida, assassinado. Hyrum Smith e Joseph Smith Jr. foram enterrados em Nauvoo. Cinco homens foram julgados pelo assassinato de Joseph Smith, Hyrum Smith e outros cinco mórmones, e todos foram absolvidos.

Referências

  1. ↑ a b c d Joseph Smith Jr. - Basics fats. LDS Church. Página visitada em 22 de novembro de 2010.
  2.  Joseph Smith Jr. - Biograpy. PBS. Página visitada em 22 de novembro de 2010.
  3. ↑ a b Joseph Smith Jr.. Try County. Página visitada em 22 de novembro de 2010.
  4.  The Life of Joseph Smith. Religion facts. Página visitada em 22 de novembro de 2010.
  5.  Roberts, B. H. (1904) - História de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, Volume 2.
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese



ONLINE
1





Partilhe este Site...

Avarez Leia Gospel +

Inocente  

Links Gospel